INÁ Arquitetura | Rua Guarará, 565 - Jardim Paulista | São Paulo SP
Escolha uma Página

APARTAMENTO DA MARCELA

 

O desafio de ver além na hora de comprar um apartamento

Quando a jovem administradora pública e estudante de Psicologia, Marcela, buscava apartamento, se deparou com um imóvel antigo, mas com um bom potencial. Com 100m², ficava na Rua Carlos Sampaio, em São Paulo, e tinha uma privilegiada vista para o Centro e o Vale do Bixiga.

A planta não combinava muito com suas necessidades: havia três quartos, um banheiro social e mais um banheiro de empregada, com ambientes bastante divididos. Marcela queria uma suíte, um closet para guardar as roupas e os sapatos, espaços mais integrados.

Apesar da incompatibilidade entre o que ela buscava e a planta do imóvel, a jovem decidiu apostar nele por acreditar que, com uma reforma, seria possível ter o apê dos sonhos. Sim, ela fechou o contrato por valorizar pontos como a localização, o tamanho do imóvel e o potencial que o apartamento tinha, itens muito importantes. Sabia que paredes poderiam ser colocadas abaixo e espaços, redefinidos.

Comprado o apê, precisava encontrar um profissional que, de fato, transformasse aquele espaço no lar dos seus sonhos. Num primeiro momento, começou a conversar com um engenheiro civil. Quase fechou com esse profissional, mas declinou porque ele não fazia maquetes em 3D, não tinha formação para decorar interiores ou para ajudá-la na escolha do mobiliário. Fechar com o engenheiro seria contratar alguém que não conseguiria atendê-la por completo. Começou a buscar um escritório de arquitetura. No site Viva Decora, encontrou nossa página e, após gostar de nosso trabalho, acessou nosso site. Foi pura identificação. Após algumas reuniões presenciais, fechamos o desafio de transformar aquele imóvel antigo no apê dos sonhos da Marcela.

 

 

Sem medo de reforma

Quem vê o antes e o depois do apartamento de Marcela pensa que se trata de dois imóveis diferentes. Isso porque poucas foram as paredes que não foram colocadas abaixo! Quebrar paredes foi importante não apenas para integrar ambientes como a cozinha às salas de TV e de estar, como para possibilitar a criação de novos espaços, como o desejado closet e uma relaxante suíte. Também criamos um banheiro social, para receber amigos e familiares.

Durante a reforma, a moradora mostrou se identificar por uma paleta mais sóbria e com cores mais equilibradas, daí a base do projeto ser bastante neutra. Com cores claras e discretas, o apê expressa bastante a sua personalidade. No chão, os tacos foram clareados, alteração que, somada à luz que entra pelas janelas, tornou o apartamento bem iluminado e aconchegante. As plantas imprimiram vida aos espaços.

Na arquitetura, há muito do que caracteriza o estilo INÁ Arquitetura de projetar, como a integração de ambientes – aqui presente na integração cozinha/sala de estar/sala de TV -, as vigas descascadas, os tons suaves e os ladrilhos hidráulicos com personalidade, aposta a cozinha e do banheiro.

 

 

Um apê com a cara da moradora

Um dos motivos que levaram Marcela a fechar negócio com o nosso escritório foi o fato de fazermos decoração de interiores e não apenas a reforma. Nesse projeto, o interiores foi muito importante e um dos fatores responsáveis por fazer com que o apê tivesse a cara da moradora.

O ponto central da decoração do imóvel foi um sofá duplo, que divide a sala de estar da de TV. O estofado guiou nosso projeto. Da Crema, foi feito sob medida e de acordo com as necessidades de uso: no lado da sala de TV, é mais profundo para a moradora poder se jogar e deitar; na de estar, ideal para ficar sentado e conversando com as visitas.

Todos os móveis, assim como os materiais, foram escolhidos com bastante cuidado. Nós acompanhamos a moradora em diversas lojas de decoração para orientá-la na escolha dos produtos, apresentando os endereços com os melhores custos-benefícios. Com cuidado, Marcela foi escolhendo cada item que iria compor sua morada. Há peças que valorizam as prioridades dela, como um móvel para estudo que ganha protagonismo, eleito justamente por ela gostar bastante de estudar. O resultado é que o apartamento sóbrio expressa bastante a sua personalidade, atende os seus hábitos e reflete os seus gostos estéticos.

Ao final, após sete meses de projeto, a moradora pegou as chaves e, identificada com cada m² com que se deparou, ficou bastante feliz e realizada. Viu que valeu a pena investir em um apartamento antigo e reformá-lo para o deixar com a sua cara. E não foi só ela quem gostou: sua família ficou bastante surpresa com a entrega. Tanto é que o seu irmão, que também comprou um apê em São Paulo, veio em nosso escritório e fechou contrato para tocarmos a reforma. Quando realizamos sonhos e fazemos um trabalho com qualidade e carinho, todos a volta reconhecem. E o final é bastante feliz.